28/07/2017

Nobody Sees: Capitulo 28 - Então é ela?

Resultado de imagem para cara delevingne gif

Justin Bieber P.O.V

"- Eu fui até Arlow e consegui a informação - falei um pouco baixo e vi o sangue fulminar em seu olhar sobre mim

- Você fez o que? "

- Eu fiz isso pra te ajudar, ele não diria nada a você, Jus... - a interrompi com suas desculpas

- NÃO IMPORTA, NÃO QUERO VOCÊS NOS MEUS NEGÓCIOS - eu estava tão cego de ódio de IMAGINAR a Skylar no meio dessas merdas que eu não conseguia pensar.

- Você está em efeito de droga ainda - ela disse balançando a cabeça

- NÃO ESTOU PORRA, VOCÊ QUERIA VER O ANTIGO JUSTIN NÃO É? - Cheguei próximo dela segurando seus braços com toda força que eu tinha - AQUI ESTÁ ELE - a soltei fortemente em cima da cama e ela se rebateu e ficou parada na minha frente novamente me encarando incrédula. 

- NÃO OUSE A ENCOSTAR EM MIM SEU PODRE - gritou e minha mão parou bem em seu rosto ela me olhou incrédula e um soco certeiro na lateral do meu rosto foi dado e eu me vi cego. 

Segurei fortemente os cabelos de Skylar a fazendo gemer de dor e ela acertou minha perna e se defendeu bem e abriu a porta saindo dali. Passei as mãos em meu cabelo e fui atrás dela.

- NÃO DE AS COSTAS PRA MIM, PORRA - Falei e ouvi a porta da frente sendo batida e pude ver ela saindo de carro.


- QUE MERDA VOCÊ FEZ COM ELA? - Jazmyn disse chegando perto de mim e a joguei no sofá

- QUERO TODO MUNDO FORA DESSA MERDA DE CASA - falei me dirigindo até a escada e subindo novamente. 

Tomei um banho, peguei o que eu precisa e fui até a garagem pegando meu carro e saindo dali. Daquela porra de lugar. Ascendi um cigarro de maconha para eu relaxar e fui sentindo aquela brisa me levar. Meu celular tocou e eu sorri ao ver o nome

- Você não cansa, não é? - atendi

- Estou com saudades, aquela lora não sai do se pé - ela disse com a voz de piranha que ela tinha

- Não falo que estou com saudades, por que não estou, mas sobre a lora... Duvido que vai ficar no pé agora, acho que terminamos - falei e quando me dei conta eu estava dirigindo na contra mão. Virei o carro bruscamente sentindo o impacto e o celular cair no banco do lado e o peguei novamente quando estabilizei no transito. 

- Bieber, você está bem?

- Quando estou mal? - comecei a gargalhar - Ligou no dia e na hora certo, estou indo pra sua casa

- Estarei na espera - fez uma voz safada junto a uma risada e desliguei. Vadias...

Cansei. Cansei de pagar de bom homem, o cara apaixonado, vai tomar no cu o mundo inteiro, inclusive a vadia da Skylar, aquela ali eu desejo que tome no cu mesmo por que é isso que ela merece, com a merda que ela fez com meu nome. Não preciso que mulher nenhuma resolva MEUS problemas, agora aquele porra do Arlow vai ter a vantagem de falar "Então agora usa a mulherzinha pra conseguir as coisas?" Isso já passou dos limites. 

Skylar Mayer P.O.V

Contei tudo a America que me olhava chocada.

- Ele ficou doido? Ele estava chapado, só pode - ela disse não acreditando em todo show que Bieber fez por pouca coisa.

- Ele estava, o nariz dele estava quase sangrando de tão vermelho, ele deve ter usado cocaína a noite inteira - falei bufando e olhando para o teto.

- Não achei que ele ia fazer essas merdas depois de tudo que ele pra você ficar com ele , garanto que quando ele se estabilizar ele vai ficar irado e te pedir perdão.

- Quem disse que eu quero? Bieber que me esquece, America - falei ombros, com o coração partido mas eu não choraria nem perderia meu tempo me gastando por causa de um babaca. Eu sou melhor que isso. 

- Também acho, não quero me meter nisso, você é boa com essas coisas, você vai fazer o melhor pra você - ela disse me dando um beijo e eu sorri e olhei para meus braços onde Justin havia apertado e senti uma dor incomum me consumir. Era raiva. 

- Vou treinar, vai comigo? - pedi e ela sorriu 

- Tem um kimono seu aqui em casa, pega ele e depois vamos pra sua casa e você se explica pra Tia Lucy - sugeriu e eu assenti

-Vamos.

Me arrumei e fomos no meu carro, eu estava passando pela quinta avenida, perto do centro e eu fiz um contorno e entrei na Hugson Street e parei o carro bruscamente quando vi aquela Ferrari preta fosca para enfrente aquela casa.

- America, você está vendo o mesmo que eu? - enfiei aquele carro no canto da rua e me retirei dele, tirei a parte de cima do meu kimono e fiquei de calça e regata e dei alarme e Mare me olhou receosa com minha atitude.

- O que você vai fazer? - ela deu a volta ficando na minha frente enquanto meus olhos estavam fixos naquele carro. - Pode ser outra pessoa - ela disse tentando me deixar instável e eu ri debochada

- Uma coisa que eu conheço é aquele carro, America - falei e ela fez cara de nojo entendendo o por que da minha fala.

- O que você vai fazer? Invadir a casa e ver o que está acontecendo lá? - perguntou como se fosse a ideia mais louca do mundo

- Sim - falei começando a caminhar

- VOCÊ ESTÁ DOIDA, GAROTA? - Ela me parou e eu a empurrei

- Eu já to de saco cheio dessa situação, vai ser mais um motivo pra eu fazer o que eu estou afim de fazer e você não vai me impedir - falei olhando firme em seus olhos

- Que merda, estou nessa com você - ela suspirou e começamos a caminhar até a porta da casa e abri a porta por que ela estava aberta. Colocamos nossas cabeças para dentro para ver se vimos algo e não havia ninguém ali no comodo. Entramos por completo e avistamos a escada, subimos e eu peguei meu celular deixando ele acessível caso eu precisasse.

Comecei a ouvir uns rugidos e meu coração parecia sair pela boca, eu estava com algo entalado na minha gargante e minha cabeça começou a tontear.

- Não vou conseguir ver isso - Sussurrei para America e assim que me calei ouvi um gemido feminino tão alto que o vomito veio em minha boca

- Vai lá e acaba com isso - Mare me encorajou, senti novamente meu estomago embrulhar e entreguei meu celular a ela caso que eu desmaiasse com essa situação. Respirei fundo e me coloquei em meu posto, me concentrei deixando o ódio me conseguir e pude sentir o sarcasmo invadindo cada célula que meu corpo havia.

 Abri a porta com um sorriso alegre no rosto e batendo palmas.

- A - DO - R O - bati mais palmas ainda e os dois se assustaram e aquela cena nunca mais sairia da minha cabeça. Aquela morena nojenta de quatro com Bieber a acertando por trás. Ela caiou na cama se assustando e suas feições eram as melhores. America gargalhou alto.

- O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO AQUI? - Ela se embolou em um lençol e disse enquanto Bieber fez o mesmo coma expressão de desentendido.

- VER ESSE BELO ESPETÁCULO, O QUE MAIS SERIA? - gritei como se estivesse radiando felicidade - Não precisam parar por minha causa, continuem, eu estava amando o show - dei uma risada nasalada

- Tem espaço pra mais uma se você quiser - ouvi aquele imundo dizer e minha expressão ficou séria novamente.

- A Conversa não chegou nos drogados - rosnei

- OLHA COMO FALA COMIGO - disse gritando e eu gargalhei

- EU FALO DO JEITO QUE EU QUISER SEU NOJENTO

- VOCÊ É UMA VADIA CIUMENTA - gritou e Piper deu uma risada e eu acertei sua cabeça na porra da parede que ela ficou caladinha

- QUANDO VOCÊ VIM CHORANDO ATRÁS DE MIM BIEBER, EU VOU ESTAR TÃO FELIZ QUE VOCÊ NÃO VAI AGUENTAR O INFERNO QUE VAI SER SUA VIDA. EU NÃO SEI O POR QUE DESSA SUA ATITUDE DA NOITE PRO DIA, MAS VOCÊ ME PERDEU, EU NÃO QUERO SABER DAS SUAS DESCULPAS AMANHA E NUNCA MAIS, DEPOIS DO QUE VOCÊ FEZ HOJE E O QUE EU ACABEI DE VER, EU QUERO QUE VOCÊ SE FODA, SEU FILHO DA MÃE, QUER FICAR COM A MINHA INIMIGA? TUDO BEM, EU SEI JOGAR SUJO TAMBÉM - nem as respirações era possível ouvir, minha voz ecoava

- Ele é meu, vadia, sempre foi, antes de você. agora ele só percebeu isso - ouvi a voz daquela vagabunda

- America, pode mandar - falei e logo ouvi celulares apitarem e Piper pegou o dela e eu pude ver suas lágrimas escorrendo

- EU VOU MATAR VOCÊ DESGRAÇADA - ela veio pra cima de mim e lhe dei um tapa que a jogou no chão.

- Boa foda pra vocês - fui para a porta e olhei pra trás - Ou melhor, que vocês se fodam. 

Sai de lá com meu peito subindo e descendo

- E agora Sky?  - Mare disse quando estávamos no carro e meus olhos eram fixos no céu.

- Quero minha casa - falei ligando o carro, deixei America na casa dela e segui até a minha.

- Que cara é essa, Skylar? - minha mãe perguntou ao me ver

- Ele é um idiota - falei apenas e ela fez uma cara de pena e me abraçou e eu a apertei forte.

- Quer chorar? - ela perguntou e eu me segurei

- Jamais - disse firme.

- Essa é a minha garota - ela riu e eu sorri

- Fiz merda mãe, mas foi preciso - respondi a olhando e seu olhar era de medo

- O que você aprontou Sky?

- Peguei Piper com Bieber, terminamos hoje cedo e acabei de ver uma cena dessas... Eu postei fotos dela pelada que ela mandava para Justin - e minha mãe deu uma risada engasgada e tapou a boca.

- Você não tem limites? - ela disse chocada e achando um pouco de graça.

- Não - dei ombros

- Isso pode dar processo

- Papai é Juiz mãe - falei fazendo careta

- E ele não pouparia te castigar por isso, isso é fora da lei.

- Postei anonimamente, quero ver provar que sou eu, aliás, ela está mandando fotos peladas pra namorado de outra por que? Ela deu sorte que não deu tempo deu quebrar a cara dela

- Fiz algo parecido quando eu tinha sua idade - gargalhei

- O que você fez

- O mesmo - ela pressionou os lábios prendendo o riso, mas era vídeo, coloquei na televisão da escola, não tínhamos essa tecnologia de vocês - gargalhei mais a ainda com sua história

- Você é uma condenada, Lucy Mayer - ri

- Do que estão rindo, meus amores? - ouvi a voz do senhor Mayer.

- Das histórias da mamãe - falei enquanto eme me enchia de beijos e abraços.

- Uma melhor que a outra, sua mãe era louca - ele disse rindo e ela o acertou um tapa

- Sem expor o passado para sua filha - ela o repreendeu - Ela já é a pá virada, imagina se souber do meu passado? Ela vai achar que tem direito de fazer tudo - riu

- Vou procurar saber de tudo - ri

- Deus me livre - ela repreendeu

- Vamos sair para jantar hoje?  - meu pai sugeriu

- Vamos - falei - Estou faminta - respondi e aquela cena veio na minha cabeça novamente e senti meu estomago se contorcer - Ou não - respondi fraca

- Vamos, vou ligar para Malton - minha mãe disse saindo

- Pra que chamar ele? - fiz careta

- Por que ele é seu irmão e parte dessa família? - meu pai respondeu como se fosse óbvio

- Manda pra adoção - sugeri e subi para meu quarto,

Eu queria chorar, queria muito, mas eu não ia me rebaixar a essa situação, eu poderia ate gostar de Bieber mas eu gosto mais de mim, amor próprio sempre.

Coloquei uma roupa que me deixava elegante e sexy, uma saía cós alto um pouco abaixo da bunda e um top branco que realçava meus seios e passei uma maquiagem bem bonita e joguei meus cabelos para o lado e coloquei um salto alto. Linda.

- O MALTON VOCÊ ESTÁ FAZENDO O QUE NESSA PORRA DE BANHEIRO? BATENDO PUNHETA? SAI DAI LOGO PORRA - gritei e vi minha mãe me repreender

- Olha os modos Skylar

- Mãe, Skylar é mais homem que eu Malton disse lá de dentro

- SAI DAI QUE EU VOU TE MOSTRAR O HOMEM RAPIDINHO - Bati fortemente na porta e minha mãe me arrastou de lá

- Agressiva - ele respondeu do banheiro antes deu ser forçada a descer

Fomos para o restaurante e cada um pediu seu prato e a conversa em família estava agradável, eu sentia muita falta disso.

- Malton se você não tirar o dedo da minha nutella eu vou quebrar seu outro braço no meio desse restaurante - falei já de saco cheio dele enfiar o dedo na minha porção.

- Mãe eu quero essas panquecas que a Sky pediu - ele disse

- Voces dois são iguais crianças, meu deus - minha mãe disse bufando

- ELE QUE COMEÇOU - respondi e as pessoas me olharam - O que foi? cuidem da comida de vocês - respondi e eles voltaram seus olhares

- Você que começou - Malton disse

- Eu estava com saudades disso, mas agora chega - meu pai deu um basta e voltamos a comer e Malton chutou meu pé e eu meti um murro em seu braço

- SKYLAR - minha mãe gritou assustada

- Esse idiota estava chutando meu pé - me defendi

- Você estava cutucando o meu - rebateu

- Não estava não

- Era eu - um menino saiu de baixo da mesa fazendo careta e ficamos chocados - Sua calcinha é feia moça - ele disse e saiu correndo fazendo Malton se rachar de rir e meu pai também

- Eu vou castrar aquele moleque - ameacei levantar e Malton me segurou

- CALMA - ele disse tentando controlar a risada

Voltamos a comer e eu estava cheia já, e me peguei pensando novamente em tudo, comecei a sentir tudo aquilo de novo, a dor, a angustia, a raiva.

- O que ele fez? - ouvi Malton sussurrar enquanto nossos pais conversavam entre si.

- Nada - respondi fria

- Você disse que ele não te fazia mal

- Falei merda

- Quer que eu dou um jeito nisso? - Ri debochada

- E mata você, Malt - respondi

- O que ele fez?

- Esquece isso, não estou com ele mais, isso que importa

- Não quero você com ele nunca mais - falou me olhando

- Tudo bem

Meu celular tocou e vi que era a Mula.

- O que foi, Ryan? Não estou afim de ouvir sua voz - fui simpática como sempre 

- Quanta simpatia para um cavalo 

- Quem pasta todo dia de manhã aqui é você - respondi. 

- O que aconteceu com Justin? Ele não voltou para casa hoje e ele perdeu um compromisso aqui na cede.

- Não tenho nada a haver com isso mais, não estou com ele, espero que ele esteja morto - falei desligando em sua cara.


Não demorou muito para aquele branquelo aparecer na porta do restaurante e eu sorri ao o ver.

- O que faz aqui, gordinho gostoso? Comer? - falei e meus pais o olharam

- Vim buscar a primeira dama de Atlanta - ele disse beijando meu rosto - Oi pessoal - ele cumprimentou meus pais e meu irmão.

- Estou em um jantar de família.

- Vou te levar para sair e precisamos conversar - ele disse me olhando sério - Posso leva-la, senhor Mayer? Juro que a entrego em casa com segurança, preciso muito contar algo a ela - Chaz pediu com aquela cara de sínico, até parece que tinha essa formalidade.

- Você quer me levar até aquele idiota - chutei e ele fez uma careta

- Vou tentar deixar você bem longe dele, depois do que Jaxon me falou, ele vai pirar quando se tocar do que fez - respondeu e fiquei pensativa e olhei para papai.

- Papai?

- E tão urgente assim? - meu pai perguntou

- Sim, muito - respondeu

- Não acho uma boa ideia - Malton latiu

- Cala boca, Malton - Chaz disse o olhando de rabo de olho

- Vai e a traga com segurança como prometeu e espero que não esteja com gracinhas pra cima da minha menina - meu pai disse tentando ser protetor

- Eu seria morto por Justin Bieber senhor, jamais encostarei em Sky - ele respondeu fazendo sentir nojo daquele nome.

- Vamos de uma vez - peguei minha bolsa e despedi da minha familia e fui com Chaz

- Tomara que seja BEM importante mesmo - falei colocando o sinto de segurança - Pra onde vamos?

- Preciso te deixar segura, Justin vai tentar te encontrar e sei bem o que ele é capaz de fazer

- Não posso viver fugindo dele, Chaz, uma hora vamos nos esbarrar por ai.

- Não é só isso, Sky, você meio que está correndo perigo  de vários jeitos - ele respondeu e o olhei assustada

- O que?

- Quando chegarmos na casa da minha avó a gente conversa.

Chegamos em uma casa afastada da cidade, uma casa linda e confortável por sinal.

- Aqui ele não vai te achar - disse

- E seus avós?

- Estão no Canada por problemas médicos - assenti

- Agora da pra falar?

Nos sentamos no sofá e eu o olhei aflita

- Arlow fugiu, e deixou um recado que vai buscar você por que vocês se amam, não sei o que você disse a ele, mas ele está louco atrás de você, te procurou por vários lugares inclusive na sua casa, mas você já tinha saído com seus pais.

- Acho que ele me protegeria mais que Bieber.

- Ele é mais velho Skylar e é inimigo de Justin e da nossa equipe, seria sua cabeça uma bandeja com certeza - respondeu e eu bufei

- E agora?

- Não é só isso, hoje recebi uma visita, eu e Chris - ele fez mistério

- Quem, porra?

- Talyssa - respondeu e um frio percorreu minha espinha.

- A ex do Bieber? - ergui as sobrancelhas e sai de costas no sofá sentindo aquele peso me consumir

- Não sei se pode ser chamada de Ex, mas sim, ela.

- Por que tudo aconteceu hoje?

- Hoje não é seu dia de sorte.

- Nem percebi - fui irônica.

- Mas o que ela interfere?

- Ela disse que está de passagem por que a tia dela precisa de alguém para a ajudar em duas semanas por que ela fez cirurgia, e ela soube que Bieber estava com uma Talyssa dois e ficou curiosa, ela disse que não quer a vadia perto dele.

- Talyssa dois o caralho, eu sou unica - disse firme - Fiquei sabendo desse ciumes dela, quero que ela venha, eu quebro ela toda - Chaz gargalhou

- Ela é meio doida, é bom ficar de olho aberto até ela ir embora - alertou

- Não tenho medo de ninguém - fui franca e dura

- Justin não voltou pra casa hoje, Ryan já te contou, perdemos documentos importantes por incompetência dele e ele não atende as ligações.

- Deve está se roendo pelo que fez comigo

- Ou fazendo algo pior

- Não entendi o surto dele

- Chama ego. Ele não quero que uma mulher o defenda, ele se drogou e você viu Bieber usando aquelas porcarias, ele vira outra pessoa, estávamos fieis que ele não faria isso por sua causa, mas foi em vão. Quando ele se viu naquela situação com os governadores ele pirou - explicou

- Não tenta defender ele, ele fez por que quis

- Esses dias vão ser um inferno, Skylar, se prepare - sua voz saiu tremula e senti um arrepio.

Um carro parou na porta e Chaz sacou sua arma e me olhou pegando minha mão e me puxando

- Se esconde - ele me enfiou em uma porta e ouvi a porta da frente ser aberta.

- Porra o que você está fazendo aqui? - ouvi Chaz destravando a arma. - Pensei que era Justin

- Eu sei que ela está com você, não mente pra mim - era uma voz feminina e eu só tinha uma pessoa em mente. Talyssa.

- E mesmo se tivesse, o que você tem com isso?

- Quero ver o que essa vadia tem que eu não tenho - respondeu com voz grossa e na mesma hora eu sai de onde eu estava, atravessei a escada e me pus em sua frente.

- Está me procurando? - cruzei meus braços e seu olhar foi de cima a baixo em mim, seus olhos ferviam a puro ódio e eu estava satisfeita - Acho que eu tenho tudo que você não tem - falei com um sorriso debochado, ela era muito bonita, aquele olhar era de pura seriedade e vigor, seu corpo não havia curvas, mas era magra e bem sensual, mas sou muito melhor que ela.

- Então você é a vadia - sorriu debochado

- Talyssa vaza daqui - Chaz apontou para a porta

- Quero ouvir o que ela tem a dizer - falei - Mas primeiro tira esse Chanel barato da mão que não me rebaixo a cópias - a fiz de lixo por alguns segundos e ela soltou a bolsa e me encarou feio.

- Sai de perto dele garota, estou avisando, vai ser melhor pra você - TENTOU me ameaçar

- E vai fazer o que? Me bater? Vem pra cima, florzinha - sorri debochada louca para ela avançar e ela apenas pegou a bolsa se virou e saiu dali.

- SE CAGA MESMO OTÁRIA - gritei e Chaz me olhou chocado

- Se fosse filmado, daria um filme a sua entrada, caralho, você ficou muito gostosa com essa pose - ele disse mordendo os lábios forte e eu ri

- Ela nem é tão assim, o que o idiota do Justin viu nela?

- Ela é sexy, e tem outras coisas que o atrai, mas nada demais, ele tem ódio da cara dela - Chaz disse pegando sua arma e colocando encima da estante

- O que vamos fazer agora ficar aqui?

- Preciso garantir que você está segura, vou ligar para o Jaxon. Chaz disse e saiu com seu telefone na mão. Sentei no sofá respirando fundo e mandei mensagem pra Jazmyn contando tudo, Jazzy disse que Talyssa havia passado lá para ver Bieber mas ele não estava e os seguranças não a deixaram entrar. Ela também me disse que Chaz ligou para Jaxon e ele estava vindo me buscar, e que Chaz e Christian iriam atrás de Bieber por que souberam que ele estava em algum lugar conhecido deles.

A campainha tocou e eu me lembrei que era o Jaxon, então fui até lá e abri, a porta foi abrindo aos poucos e aquele rosto começou a aparecer e aquele olhar sereno me perfurou

- Achou mesmo que conseguiria se esconder de mim?




Abri Ask.fm perguntem lá @mandspeixoto 

CONTINUA?

Como prometido eu disse que essa fanfic seria diferente das outras. A menina não é uma idiota que aceita tudo e ele não vai ser o apaixonado pra sempre. Essa treta só começou, tomara que consigam entender a linha de raciocínio. Talyssa chegou pra causar discórdia, Arlow está solto atrás de Skylar e Bieber está um pouco no inferno tomando chá com o capeta e grandes atitudes serão feitas. A fanfic está apenas começando amores, SEGURA ESSA. 

Talyssa: Cara Delevigne 
Piper: Jasmine Villegas
Arlow: Paul Wesley


10 comentarios??????????/

NÃO POSTO COM MENOS DE 10 COMENTÁRIOS.

>>>>>>>>>>ANONIMO NÃO COMENTA MAIS DE UMA VEZ. <<<<<<<<<

GENTE VAMOS CHEGAR A 50 SEGUIDORES.
COMENTEM COMENTEM COMENTEM!

11 comentários

  1. Vsf Bieber!
    Asmei? Asmei muito s2
    Continua por favor!!!!

    ResponderExcluir
  2. Ahhh caralho Bieber vacilão!! Já tinha a vagaba da Piper agora entra essa diaba dessa Talyssa? Só não odeio tanto ela porque é a Cara puts agora que a historia tá ficando melhor ainda deu até uma dorzinha quando eu vi que chegou no final, logo na melhor parte e que mãe vida loka é essa? Já te amo tia e esse pirralho? Susto!! Pensei que o Justin ia aparecer todo locão lá no restaurante já tava até me preparando aqui mas foi melhor do q eu imaginei RAZOU continuaaaaa que eu tô curiosaaaa demaiiiiisss

    \\Evelyn\\

    ResponderExcluir
  3. Puta que pariu!!! Que raiva desse idiota!
    Você disse que ele não está mais apaixonado ou sei lá, ele vai machucar ela? Se ele fizer isso eu morro.
    Mas tenho que admitir que a fanfic estava ficando chata pois estava monótona, mas agora estou curtindo bastante.
    Amei a reação dela com a traição.
    Continue please é uma questão de vida ou morte !

    // Letícia

    ResponderExcluir
  4. Essa talyssa não ta com nada

    ResponderExcluir
  5. Pqp, continha logo mulheeeer
    // Andressa

    ResponderExcluir
  6. Hey, eu sou nove aqui mais eu to amando a sua historia. Meu que raiva do Justin com essa vagabunda, como ele teve coragem??
    E meu deus eu queria ter um terço da coragem da Sky. Mais eu sei que apesar dela ser forte pra caralho, uma hora ela ira desabar porque ninguém e forte pra sempre.

    Eu estou esperando ansiosamente o próximo capitulo. Bjs😘💜💜

    ResponderExcluir
  7. HAAAAAA já tem 10 comentários!!
    Continua please

    ResponderExcluir