07/07/2017

Nobody Sees: Capitulo 26 - I love the way you lie!

      Imagem relacionada


Skylar Mayer P.O.V

As luzes estavam apagadas, o vento batia contra nossos corpos quentes, nada me fazia medo, nada por dia nos separar, não enquanto nos juntando, alimentando nossos sentimentos e nossas forças, era tudo que eu precisava, era tudo que eu queria, era estar ali, tocando aquela pele, beijando aquela boca, sentindo aquele homem.

Justin me cobriu com o cobertor assim que sai de cima dele e ele ficou me olhando com uma expressão inexplicável, seus olhos transbordavam felicidade, minha vida não podia estar melhor.

- Você é um pé no saco - falei tocando seu rosto

- E você é linda - ele disse vindo e me atacando, sua língua logo adentrou minha boca e eu comecei a sentir aquela vontade novamente, segurei seus cabelos com força e rocei nossos narizes.

- Vou ligar pra minha mãe - falei me inclinando encima dele

Disquei o numero e coloquei o telefone no ouvido e Justin ficou mexendo no telefone dele.

Chamada ON
- Alo? - falei assim que atendeu

- Ei filha, está boa? - minha mãe perguntou

- To sim

- Estão assistindo filme?

- Não a gente veio terminar o trabalho

- E os deveres, que a America disse?

- Sim os deveres também

- Vou na escola amanha para saber de suas notas, tem algo a me falar antes?


- Tudo bem, minhas notas estão ótimas - ri

- Seu irmão quer falar com você, amanha ele vai estar aqui te esperando

- Manda o Malton ir a merda

- Seu pai gostou de Justin sabia? - ela disse e um sorriso grande se espalhou por meu rosto.

- Meu pai gostou? Sério? E você? - ela demorou pra responder

- Ele parece um cara bacana, temos que o conhecer mais, sem aquele alvoroço - ela disse

- Concordo, podemos marcar um jantar

- Claro filha, antes de irmos - ela disse

- Tudo bem, te ligo depois - falei e ela respondeu e desligamos.

Chamada OFF

Vou pegar gelo para colocar na suas feridas, mas primeiro vou tomar um banho, vai vir? - ele perguntou e eu neguei 

- Vou esperar um pouco, se é que entende - falei e ele assentiu entrando no banheiro, peguei o celular dele e e vi que sua tela de bloqueio que antes era ele segurando uma arma, agora era nós dois nos beijando, aquilo me fez ir as nuvens. Comecei a futucar o telefone dele, de vez em quando eu até que fazia isso, por que ele vivia mexendo no meu. Fui nas mensagens e vi que a Piper estava em uma das recentes e não gostei nada daquilo. 

Comecei a ler as mensagens, e havia fotos que ela enviava dela pelada, enviei todas para o meu celular e comecei a ler totalmente a conversava, e em algumas partes Justin a cortava, mas tinha outras que ele dava bola. Meu sangue estava fervendo, eu sentia o ódio me engolir, cheguei a ler uma mensagem que me fez querer jogar o celular no inferno

Piper: E ela vai estar na sua casa hoje? Poderia ser eu, olha o que eu fiz - havia uma foto de uma tatuagem que ela havia feito na cintura

Justin: AI MEU DEUS, como eu queria ver isso de perto

Justin: Mas, sim ela vai vir aqui hoje, não posso ficar conversando com você mais, até mais.

Até mais? Então ele tinha intenções de terminar a conversa? Isso foi a uma semana e meia, vou matar esse bosta. Foi na semana que fomos á igreja. Levantei, coloquei minha calcinha, meu sutiã, vesti minha roupa e abri a porta do banheiro nervosa e ele se assustou

- Que isso, esquentadinha? - ele disse de costa me dando visão total e perfeita da sua bunda.

- Que isso, você! - falei apontando o celular em sua direção

- O vidro está embaçado - ele disse tentando enxergar através do box e eu abri e coloquei o celular na cara dele.

- Ta enxergando agora? Você estava conversando com essa vadia por que? - falei brava e dominada pelo ciumes e ele revirou os olhos

- Ela que fica mandando fotos pra mim, nada demais, eu não pego ela - aceitei um soco nas costas dele e fiquei chocada

- Então estou liberada para mandar fotos para os outros cara né? Eles não vão me pegar mesmo  -falei com tom ameaçador e ele se virou sério pra mim.

- Faz isso pra você ver - ele disse me olhando sério

- Você ia gostar de pegar meu celular e ver eu recebendo umas coisas assim de alguém? PRESTA ATENÇÃO - falei colocando o celular na pia e me virando para sair

- Vai ficar brava comigo agora? Se te conforta, eu bloqueio o numero dela e nunca mais troco nenhuma palavra com ela - ele disse segurando meu braço e eu senti aquela pele molhada me tirando o equilíbrio.

- Isso não era pra você perceber agora, tanto que eu tive esse senso - o olhei através do ombro - A gente não namora, mas saiba que suas atitudes vai fazer eu escolher se quero ou não você pra minha vida - disse séria e fria - Não faço questão de ninguém, Bieber, não ache que eu vou atrás de você um dia por que eu não vou - falei e soltei minha mão da dele

- Você é minha, Skylar, e eu sou todinho seu, de mais ninguém - respondi - A gente não namora? Tudo bem, vou providenciar isso rapidinho - ele disse - Mas vamos concordar, ela tem uns peitos bacana - ele disse rindo e eu voltei a lá para soca-lo e e ele me segurou e me puxou para si rindo e me beijo, segurando meus braços e deixando a água me ensopar de roupa e tudo.

- ME LARGA - tentei me retirar de seus braços mas eu não conseguia, que merda

- Amor, eu estou brincando - parei de me rebater e o olhei

- Agora te dei essa intimidade? - falei rindo e ele me beijou

- Tem que dar nada não, é meu amor sim - ele começou a me beijar por todos os lados - Minha paixão, minha vida - ele sugou meu pescoço e com sua mão ágil ele foi tirando minha roupa, quando eu pisquei eu estava sem ela e estávamos nos beijando loucamente debaixo do chuveiro.

- Vou tomar meu banho e comer, estou morta de fome - falei e o empurrei

- Você sempre, muito carinhosa - ele disse irônico e se enrolou na toalha

- Eu já faço comida pra você, tem algo mais fofo que isso? - falei irônica e fiquei séria

- Tem, você me chamar de amor, o que você nunca faz - reclamou ai sim eu achei a coisa mais fofa desse mundo

- Achei que eu estava ficando com um durão, frozen - abusei rindo - Mas vejo que não passa de uma Cinderela - ele ficou serio

- Vou voltar a te chamar de vadia, dar tapas e ser cuzão, ai eu quero ver o Frozen, palhaça - ele ficou sério enquanto terminou de colocar sua roupa e saiu batendo a porta. Apelou perdeu. Corro atrás não.

Sentei na cama e fiquei assistindo Supernatural pela Netflix do meu IPhone 7 novinho que meus pais me deram esses dias. Eu estava com fome, mas eu estava com preguiça de descer pra comer e Justin ta com o cu virado, não vou lá.

Vinte minutos depois, a porta se abre rapidamente e ele foi em direção ao armário e começou a pegar algo lá, acabou que pegou um perfume e saiu novamente, alguns minutos depois, ele entrou no quarto novamente e ficou abrindo gavetas atrás de algo e depois saiu novamente, eu não fazia questão de o olhar e eu sei que isso tava o matando de raiva. Ele entrou de novo e eu disse:

- Para que ta feio - falei tirando os fones e ele me olhou - Não vou perguntar o que você está procurando e nem vou te pedir desculpas

- Por que? Quando você está bolada eu peço - ele disse e eu segurei para não cair rindo

- Você está parecendo um bebe, eu apenas te zoei - falei séria e ele suspirou - E era pra eu estar bolada, você que anda trocando nudes com aquela vadia, vou bater um papo com ela amanha.

- Não troco nudes com ela, ela me manda

- Mesma coisa, ela não te mandaria se você não desse corda - falei dando ombros - Mas não tem problema, não temos nada sério ainda não é? Eu ainda tenho meus contatos - falei e logo senti aquele corpo do meu lado me olhando.

- Não adianta me olhar assim não - falei

- Faz isso mesmo, eu largo você e deixo a Piper contar vantagem que tomou eu de você - ameaçou, tadinho.

- Eu pego quem eu quiser dessa Atlanta, você acha mesmo que todos vão se importar por que ela pegou você? Logo você? Que pega qualquer uma? - ri alto e ele ficou sério

- QUE PORRA SKYLAR, VOCÊ NÃO SE IMPORTA COMIGO, TUDO BEM, ENTENDI, DESCULPA - falou e saiu batendo fortemente a porta.

Por mim. Manda ele ir na Piper, ou ele acha que tem idiota aqui? Não mesmo. 

Entrei no meu aplicativo de táxis e logo o meu amorzinho estava no quarto novamente.

- Para com isso caralho, você tem que correr atrás de mim também

- Se eu não tiver feito nada, não vou, você sabe que eu não ligo pra quase nada né? Então para com viadagem - falei e ele me olhou chocado

- Eu acho que invertemos os papeis. Era pra eu estar falando assim  - ele disse e eu ri. Me ajoelhei na cama e ele veio até mim e eu o beijei.

- To com fome - falei perto de seus lábios e ele ficou me selando

- Come, não to com sua boca - ele disse e soltou um grito - UHH, TOMA ESSA, UMA PRO BIEBER

- Quando você tiver querendo comer lembra que é essa aqui que você se alimenta - apontei para minha vagina - UHH TOMA ESSA, MAIS UMA PRA MAYER - falei e desci da cama séria, peguei minha bolsa e sai do quarto.

- Pegou a bolsa por que?

- Vou sair - falei sentindo meus braços serem segurados firmemente por Justin, que me virou bruscamente contra ele.

- Sair?

- Sim, vou ir embora. mas primeiro vou para no Rock pra comer - respondi simples e olhei novamente o aplicativo e meu Taxi já estava chegando

- Não estou te entendendo, Skylar - ele disse sereno

- Olha pra porra da minha cara Bieber, e olha se eu pareço mulher que aceita chifre? Você é podre, boba sou eu que achou que por um segundo você realmente gosta de mim, por que se gostasse não precisaria ficar dando moral pra aquela vadia

- Naquele dia você não estava conversando comigo,e eu tinha planejado te trazer aqui pra casa, foi apenas isso, Skylar - ele disse quase implorando

- Ta bom, Justin, vou embora do mesmo jeito - me calei e ouvi uma buzina do lado de fora

- Vai me deixar? - ele nos colou e olhei dentro de seus olhos

- Não estou com clima pra ficar perto de você

- Como estamos? - ele quis saber

- A mesma merda de sempre - dei um sorriso sínico

- Não faz isso comigo - ele disse e eu me afastei dele

- Para de dar mancada uma atrás da outra - apontei o dedo em sua cara - Não sou sua, Bieber, e pelo visto não vou ser - falei e abri a porta e corri até o carro e ele seguiu para a casa America.

- Obrigada - falei sorrindo para o motorista e entreguei a ele o dinheiro e entrei em casa

- O que você está fazendo aqui? - Mare perguntou

- Vim buscar meu carro, vou pra casa - falei pegando a chave encima da mesa e ela fechou a cara

- Por que vocês brigaram? - ele disse e eu sorri

- Só estou dando uma fria nele, eu peguei umas mensagens dele e da Piper e não gostei, cortei todos os garotos por ele - falei e ela ficou boquiaberta

- Piper? Ele estava te traindo?

- Não, ela fica mandando fotos pra ele

- Menos mal, mas a culpa não é dele

- Ele deu corda, isso que importa - falei - Agora vou embora, amanha te vejo - falei

Fui para minha casa e topei de cara com o Malton e ele estava bloqueando minha passagem para a escada

- PARA PORRA - falei dando-lhe um empurrão forte e ele começou a rir

- EU AMO VOCÊ - senti ele me agarrando e sorrindo e eu não aguentei

- Tambem te amo, mas não quero papo com você, você tentou me ferrar - falei e ele me levantou ao ar e não quis me soltar

- Você me ferrou mais ainda, estou de castigo e minha mãe disse que não quer que eu vou pra festa da fraternidade

- Bem feito

- Não quero você com aquele cara

- Não dou dedo em quem você pega, então não da sua opinião nos meus relacionamentos - falei e ele fez uma cara de bosta e me soltou

- Ele não presta

- Ele não me faz mal - falei e ele me olhou sério

- Serio?

- Sim, cade minha mãe?

- Saiu pra jantar com o Pai e com a Tia Paula

- Ok - respondi

- To de olho em você e na Mare - ele disse

- Cuida da sua vida - falei e subi para meu quarto, abri a porta e tomei um susto com aquele garoto sentado na minha cama me olhando com os olhos vermelhos e meu coração partiu

- Que isso, Justin?-disse trancando a porta atrás de mim

- Para de fazer isso comigo, eu sou um vacilão de merda, eu sei, mas não me deixa, Skylar - ele disse e suas lágrimas foram caindo e meu coração se partiu em milhões de pedaços. PORRA.

- EU não vou te deixar, Bieber - falei sorrindo o abraçando - Eu só não queria ficar lá, por que fiquei brava sim, mas porra, você chega aqui chorando assim, pra que isso?

- Eu planejei o resto do dia todo com você, eu e você, e só transamos e já aconteceu algo e você veio embora - ele disse e eu sequei suas lágrimas e o beijei, um beijo repleto de carinho, amor, cuidado.

- Fica aqui comigo então, dorme aqui, eu te escondo, sou mestre nisso - falei sorrindo e ele me abraçou

- Fico - ele respondeu e me beijou novamente. - Desculpa por tudo - com nossas tetas coladas ele sussurrou me fazendo arrepiar. Como eu precisava dele comigo.

Levei ele até minha cama, liguei o ar condicionado, fechei as cortinas, apaguei as luzes, deixei apenas a do abajur e ele deitou no meu colo e suspirei

- Justin - o chamei e ele me olhou selando meus lábios

- Oi

- Não gosto de ver você rastejando pra mim, foi só uma discussão, não precisava de você vir aqui e chorar, eu não vou te deixar por qualquer coisa, não é assim que funciona um relacionamento, quando você se acostumar totalmente com a minha presença, você vai voltar a ser aquele Justin de antes, e eu to preparada pra isso, por que aquele é você, claro que tem carinho agora, mas as coisas não tem que ser perfeitas superficialmente, elas são perfeitas do jeito que são - disse o apertando no colo e beijei sua testa fortemente

- Tenho medo de te perder, Skylar, você é determinada demais, se você colocar na cabeça que vai terminar de vez comigo, você faz isso - ele disse

- Apenas que eu tenho um motivo bem sério - respondi sorrindo e ele parecia um pouco abalado

- Tudo bem - ele disse suspirando fundo

- Não gosto de você assim, por favor, quero que fiquemos felizes - pedi

- Não acerto uma com você, só dou bola fora, to em sentindo um lixo - ele disse se sentando na cama e encostando as costas na cabeceira e me olhou

- E eu não te julgo por ser imperfeito - sentei em seu lado e segurei seu rosto. Justin segurou meu rosto tão forte,que eu achei que eu sentia a pele queimar, mas não, eu arfei com aquele toque, tudo estava incerto quando se tratava dele, tudo era perfeito quando se tratava da gente.

- Viaja comigo - ele sussurrou - Eu peço seus pais

- Viajar? - rocei nossos narizes na intenção e tentação de o beijar sem parar

- Vai para o Canada comigo, pra casa da minha família

- Não sei se é uma boa ideia - ele abriu os olhos me encarando

- É uma ideia perfeita, lá tudo tem paz, vamos poder fazer tudo sem pensar em nada de crime, por favor, meu anjo, vamos - como eu podia resistir a esse pedido?

- Eu vou, mas é pela Jazzy - respondi sorrindo e ele me beijou sorrindo

- Você vai por que você me ama - meu estomago se contorceu, embrulhou.

- Só amo a mim - respondi friamente, mas minha voz tremula lhe deu uma brecha de esperança

- Eu amo o jeito que você mente

CONTINUA?
10 comentarios??????????/

>>>>>>>>>>ANONIMO NÃO COMENTA MAIS DE UMA VEZ. <<<<<<<<<

GENTE VAMOS CHEGAR A 50 SEGUIDORES.
COMENTEM COMENTEM COMENTEM!
Meu deus o que acharam? ah to amando!!!!!!

10 comentários

  1. Continuaaaaaa //Andressa

    ResponderExcluir
  2. Ahhhhhhhh abaixa que é tiro!! MEO DEUSSSSS QUE COISA MAIS FOFAAAAA!!! A relação desses dois entre tapas e beijos...
    Sky rainha Piper nadinha
    PAREI
    Que isso pae? Que capitulo foi esse? Que troca de papeis foi essa?
    Justin cachorrão n se encontra mais né? Rsrs agora é o Justin fofo!
    E esse final lacrador?? Ahhhhh tô gritando. Porque lacre é lacre!! Q fic hein? A pessoa perde até o folego lendo KSKSSK Massss ENFIM continua q ta muito massa

    \\Evelyn\\

    ResponderExcluir
  3. Continua
    Ta muito bom

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir